O que está acontecendo com nossos alunos?

Acabei de fazer uma rápida análise sobre os números referentes ao curso de Bacharelado em Ciência da Computação da UFPB ao longo de 12 anos.

Obtive através do nosso sistema de controle acadêmico dados referentes ao número de matriculas em disciplinas (um aluno pode ter várias matriculas em disciplinas) e sobre aprovação, reprovação por média, reprovação por falta e trancamentos em todas as disciplinas do curso, incluindo cálculos, físicas e disciplinas de humanidades, oferecidas entre os semestres 2000.1 e 2012.2.

Primeiro a parte boa. O número de matrículas mais do que duplicou nos últimos 10 anos. Saímos de 716 matriculas em disciplinas no semestre 2001.1 para 1490 matrículas no semestre 2012.2.

A evolução da quantidade de matrículas em disciplinas nesse período pode ser observada no gráfico abaixo:

matriculas-cc

Com o aumento do número de matrículas, proporcionado pelo aumento do número de alunos, veio também uma diminuição na taxa média de aprovação nas disciplinas do curso.

Em 2000.1 essa taxa era de 75,8%, chegando a um pico de 84,5% em 2001.1 e desde então tem caído sistematicamente até atingir 58% em 2012.2, conforme gráfico abaixo:

aprovacao-cc

Ou seja, o curso de Ciência da Computação da UFPB tinha em 2001.1 um taxa média de retenção de 24,2% e essa taxa é hoje (2012.2) de mais de 41%.

Foi justamente por suspeitar desse aumento e para entender o que está acontecendo que resolvi analisar esses dados. Acho que todos já tínhamos notado que hoje em dia os alunos desistem muito mais facilmente do que antigamente e aparentemente não há mais o receio de ser reprovado em uma disciplina como havia “na nossa época”. Pois bem, o gráfico abaixo comprova empiricamente essa intuição, apresentando números referentes à retenção.

retencao-ccÉ possível ver que hoje os alunos não se importam mais em trancar uma disciplina. A taxa de evasão por trancamento caiu de 17.6% em 2000.1 para 7,3% em 2012.2, passando por um mínimo de 4,9% em 2010.

Essa redução nos trancamentos se opõem ao forte crescimento observado na taxa de reprovação por faltas, que subiu de 7,0% em 2000.1 para 18,2% em 2012.2, chegando ao nível máximo em 21,3% em 2010. Um aumento de mais de 200%!!!

Ou seja, hoje, em média, 1 a cada 5 alunos matriculados em uma disciplina do curso de Ciência da Computação da UFPB é reprovado por falta, o que geralmente ocorre por conta do abandono da disciplina.

Triste conclusão anunciada. :-(

Comentários

  1. […] minha análise inicial sobre os últimos 13 anos do curso de Ciência da Computação da UFPB resolvi identificar quais as disciplinas que mais retém alunos no nosso curso de […]

  2. […] analisar a situação dos alunos dos cursos de Computação do Centro de Informática da UFPB (Parte 1 e Parte 2), escrevo um pouco agora sobre a distribuição do coeficiente de rendimento escolar […]