Mural folclórico da Estação Cabo Branco

O matuto usava calça
e camisa de algodão,
daquele pano grosseiro
que se fiava na mão.
Quando ele se abaixava,
A calça abria e fechava
Porque só tinha um botão.

jcl-estacao-cabo-brancoO autor deste verso e da bela xilogravura que ilustra esta postagem e embeleza a parede lateral do auditório da Estação Cabo Branco em João Pessoa é o cordelista e xilogravurista paraibano José Costa Leite.

No ano de 2007, ao completar 80 anos, José Costa Leite recebeu o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco, reconhecimento máximo para um artista de múltiplos talentos que fez da poesia e da beleza a matéria prima do seu labor.   Fonte: biografia de José Costa Leite

Tomo-a humildemente emprestada para tentar embelezar também este meu singelo blog.