Coisismo

tumblr_md2v4c2v6B1r4oq9eo1_500

Esse texto é para você que nunca ouviu ao chegar em casa algo como

 

– Seu Coisinha ligou.

– Ele deixou recado?

– Deixou sim. Pediu para o senhor ligar de volta.

ou um

– Passa o coisa ai por favor.

durante um jantar em família ou mesmo nunca se tranqüilizou ao estar atrasado e ouvir a resposta

– Tá lá no coisa.

ao perguntar pela chave do carro.

Você meu amigo é uma pessoa ignorante. Você não conhece um dos estilos literários mais difundidos no Brasil hoje: o Coisismo.

O Coisismo é um estilo que consiste em substituir verbos, substantivos, nomes próprios e adjetivos por variações da palavra coisa.

Com isso, obtêm-se um texto extremamente claro com o uso de poucas palavras diferentes, facilitando bastante a sua compreensão e evitando que erros de interpretação sejam cometidos por conta do puro desconhecimento de alguma palavra empregada no texto.

Os sonetos mencionados acima são apenas exemplos do uso não formal do Coisismo em diálogos cotidianos, dando uma idéia da sua ampla penetração no seio da família brasileira.

Ilustro a seguir um exemplo mais formal da utilização do Coisismo em uma adaptação livre da clássica obra de Gonçalves Dias:

Coisão do exílio

Minha coisa tem coisinhas,
Onde coisa o coisador.
As coisas que aqui coiseiam
Não coiseiam como lá.
Nosso coiso tem mais coisas,
Nossas coisas têm mais coisas.
Nossos coisos têm mais coisa,
Nossa coisa mais coisas.
Em coisar, sozinho, à noite,
Mais coisa coiso eu lá.
Minha coisa tem coisinhas,
Onde coisa o coisador.

Se você ainda não faz uso do Coisismo no seu dia a dia já está na hora de começar (ou seria hora de coisar)!